O caroço de Adão

maças vermelhas na macieira
Será este o fruto que no ramo dança
sobre o campo de verde oferecido
pingando sumo no chão espremido
ou boca que o come em perdição?

À sombra dum festim com baba e sol
será fruto que a lagarta já roeu
pecado da maçã que Adão comeu
e semente oculta em maldição?

Fruto que o verão pinta de roxo
de casca rugosa baça e fria
que um gesto tenso e curto silencia 
e colhe secretamente em sua mão.

Fruto resinento em sua boca
na ponta da língua em chaga ardente
folha, flor e fruto com semente
que o tempo seco devolveu ao chão.

Foto de Tom Swinnen no Pexels

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.